TEMPESCOPE: O DESIGN DE UM DISPOSITIVO METEREOLÓGICO DIGITAL IMITANDO A NATUREZA

Aparelho meteorológico que alia design com ciência e tecnologia

O que é um design [dizáin]? Essa palavrinha que pegamos emprestada do inglês e aderimos ao nosso vocabulário português. Na língua inglesa, é usada como substantivo: design (propósito, objetivo, intenção) e como verbo: to design (projetar, simular, planificar):


A origem esta relacionada á produção de um signo derivado do latim segno (Rossi, 2008). No latim medieval a palavra designare significava designar, diagramar, achar meios para, formar alinhando-se com a  ação de projetar. Desenhar então é uma forma de projetar e designar as formas. Do latim derivou a palavra italiana disegno depois derivou em dessein no francês, diseño em espanhol, desenho em português e design em inglês (Martins, 2007).
Além disso, o design de um objeto ou lugar é o ponto de partida para  novas soluções. Como seres visuais, na maioria das vezes, nos deixamos levar por aquilo que é belo (ou consideramos belo). Agora, pergunte a qualquer pessoa, até a si mesmo, qual a função de um designer?
Publicidade
Por exemplo, se você precisar descrever o que um médico, advogado, engenheiro faz, por mais que não saiba exatamente como explicar, conseguirá dar uma boa noção sobre seus conceitos. Porém, apesar de muitos, ainda, não entenderem bem a função (do designer), de modo geral sabemos que o design alia as funções estéticas às funcionalidades de um projeto - Fatos Desconhecidos
Mas o design vai além disso, ele flerta com a arte e pode ir além da função e da estética, ela cria novos conceitos, sensações e experiências e é isso que queremos demonstrar. Por mais que julguem como algo legal e fútil o designer pode mudar a maneira como vemos e entendermos o mundo e como podemos criar novos sentimentos, experimentos e experiências para proporcionar desejos e necessidades humanas em algo memorável. Não só a maneira como relacionamos com objetos, mas a forma como percebemos o mundo e como podemos criar novas realidades. Assim como todas as outras necessidades humanas a arte, a filosofia, a ciência, a tecnologia, e a natureza são partes inerentes dos seres humanos e é justamente isso que este dispositivo tenta proporcionar. Interação, conectividade, sincronicidade entre a tecnologia e a natureza, o digital e o mundo real
Sua função é simular as condições do tempo, por exemplo, se está chovendo lá fora, você saberá de antemão e se preparar para o clima que está por vir. Vai além de ser um aparelho super charmoso e decorativo, ele serve como um meteorologista personal.
O responsável por essa invenção é o engenheiro de software Ken Kawamoto, que tem como principal ambição unir o mundo digital ao real, com ajuda do designer Motoki Koizumi e do engenheiro Kunihiro Shibuya fizeram uma parceria com o fabricante japonês  Miyama Giken onde o proprietário o sr. Noorio Okubo  resolveu arriscar neste projeto juntamente com a empresa Atom Group do sr.  Yasutaka Ichinose tendo como gerente de projetos o sr. Hirokazu Kobayashi para efetivamente viabilizar a fabricação do produto.
O tempescope foi originalmente concebido seu primeiro protótipo em 2012 até chegar na versão atual. Assim o tempescope é um display físico de ambiente onde pode visualizar várias condições climáticas do tempo como chuva, nuvens e relâmpagos. Com base nas previsões meteorológicas da Internet, ele pode reproduzir como está o céu de amanhã em sua sala de estar.
Quais outras aplicações do mundo real podemos levar para o físico, ou quais coisas do mundo físico podemos simular, emular, ou recriar no mundo digital? - Para pensar -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

linkwithin_text='Você pode gostar também:' Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...